Vida universitária

Qual a diferença entre o curso de biomedicina e o de medicina?

qual-a-diferenca-entre-o-curso-de-biomedicina-e-o-de-medicina.jpeg
Escrito por Ânima Educação

É cada vez mais comum encontrar pessoas que tinham o sonho de cursar medicina, mas acabaram desistindo por conta do vestibular concorrido ou das altas mensalidades nas universidades privadas. Como caminho alternativo, muitos deles optaram pelo curso de biomedicina.

Embora sejam bem parecidos na nomenclatura, a graduação e as formas de atuação são bem diferentes. Eles têm mercados de trabalho complementares e uma grande interface, mas as diferenças são muitas e podem pesar com o passar do tempo.

Por isso é bom você saber o que cada um faz para se livrar de uma possível dor de cabeça no futuro. Se você ficou interessado e quer se livrar dessa dúvida de uma vez por todas, então não deixe de ler a postagem de hoje!

O curso de medicina

Um dos cursos mais disputados no Brasil, tem duração de 6 anos, mas engana-se quem pensa que acaba por ali. O médico que quiser se especializar ainda enfrenta uma residência de, no mínimo, 2 anos, ou seja, são 8 anos dedicados à formação e a muito estudo.

Os anos iniciais envolvem um embasamento mais teórico, aproximando o aluno da anatomia humana, a formação do corpo e como as doenças surgem e se desenvolvem.

Embora existam algumas matérias similares às do curso de biomedicina, as formações são bem diferentes de uma maneira geral. Então, mesmo que a medicina seja um curso difícil e concorrido, pense se vale a pena desistir dele, pois você não vai aprender as mesmas coisas em outra graduação.

Depois disso, conforme os alunos vão progredindo, eles começam a fazer plantões supervisionados por outros médicos, dando um ar mais prático. Essa atividade é tão importante que dura até o final do curso, fechando com a residência.

Atuação

É função do médico investigar o que causou determinada doença humana, procurando e medicando com os melhores procedimentos e alternativas existentes. O objetivo é sempre chegar nas curas e prevenção dessas moléstias.

Justamente por isso, é muito comum ver profissionais que atuam no atendimento aos pacientes, medicando-os ou ainda direcionando-os para possíveis cirurgias ou outros procedimentos comuns. Tudo isso para que o paciente alcance a cura.

O curso de biomedicina

Tendo um comparativo entre as áreas ainda é a melhor maneira de perceber como são diferentes. Para começar, o curso de biomedicina tem duração de 5 anos, o que representa um ano de estudo a menos. Depois de formado, o profissional também pode seguir com uma especialização, o que demora mais 2 anos.

Os anos iniciais também envolvem o ciclo básico e abordam muitas matérias de fisiologia, anatomia e biologia. Esse é um período em que as pessoas aprendem mais sobre o funcionamento do corpo humano e como ele interage com o meio ambiente.

Quando termina, o aluno passa para uma parte mais prática, mais ou menos no meio do curso. É nesse momento que ele começa a estudar exames e práticas laboratoriais, além de técnicas de pesquisa.

Atuação

Diferente do médico, o biomédico não costuma atender o paciente de forma direta, mas é responsável por identificar, classificar e estudar os causadores de doenças. No lugar de medicar os pacientes, ele procura e desenvolve medicamentos e/ou vacinas para combater cada uma das enfermidades.

Os trabalhos do médico e biomédico são bem complementares, pois eles trabalham juntos, mesmo que em esferas diferentes, para prevenir, diagnosticar e tratar doenças. Tudo isso com o objetivo de promover uma melhor qualidade de vida para os pacientes.

As diferenças

A primeira diferença que pode ser percebida de forma mais clara é o foco do curso e da atuação depois de graduado. O médico, por exemplo, trabalha focado na cura direta das doenças, restaurando a saúde dos envolvidos. Muitas vezes isso acontece em clínicas ou hospitais.

Por outro lado, o biomédico trabalha com um enfoque maior na pesquisa e estudos, uma área igualmente importante para promover uma melhor saúde dos envolvidos. Eles são responsáveis por investigar e pesquisar de forma mais específica em laboratórios.

Por isso, as atividades são tão integradores. O médico utiliza os resultados obtidos pelo biomédico em sua análise laboratorial para conseguir diagnosticar de forma mais completa e assertiva. Do outro lado, o biomédico incorpora os dados obtidos pelos médicos em sua pesquisa. No fundo, no fundo, um ajuda o outro.

Se as atividades não ficaram claras para você, entenda melhor. Um médico pode descobrir e diagnosticar os sintomas de uma nova doença. O biomédico, por sua vez, realiza a pesquisa para entender melhor como ela age no corpo e para desenvolver uma vacina ou outra profilaxia.

Rotinas e atividades

Como falamos, a atividade do médico é a busca da cura de seus pacientes. Por isso, sua rotina é criada em volta do atendimento, diagnóstico e medicação — e, em alguns casos, a realização de intervenções cirúrgicas.

É claro que a atividade vai muito além disso, mas esse é um parecer geral que faz com que você enxergue melhor a profissão.

Já a rotina do biomédico se desenvolve relacionada aos exames laboratoriais, pesquisas e coleta de amostragens biológicas. Ainda assim, ele pode se especializar em várias áreas diferentes, guiando a sua carreira para outra área, como estética, por exemplo.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho costuma ser muito bom, principalmente para o médico. Entretanto, os biomédicos não precisam se preocupar, ainda mais quem quer se especializar e está em constante busca pela aprendizagem.

Os cuidados com a saúde são de interesse de toda pessoa, então as vagas existem em todo o país, principalmente em hospitais e grandes laboratórios. Entretanto, engana-se quem pensa que o campo é restrito, pois você também pode seguir carreira no setor público, com bons salários no interior.

Agora que você sabe e entendeu as diferenças entre o curso de biomedicina e de medicina, já pode decidir qual caminho deve optar. Lembre-se que as profissões possuem objetivos e funções bem diferentes, então é bom conhecê-las para uma escolha mais assertiva.

E você, ficou com alguma dúvida ou gostaria de algum outro tipo de esclarecimento? Comente no espaço abaixo e permita-nos ajudar você!

Deixar um comentário