Mercado de trabalho

Profissões de TI: saiba em quais apostar!

Profissões_de_TI_saiba_em_quais_apostar_1.jpg.jpeg
Escrito por carlos.camara

O mercado de trabalho está carente de trabalhadores na área de tecnologia de informação (TI) que sabem aliar estratégias a habilidades técnicas. Isso quer dizer que as empresas estão à procura de pessoas que sejam capazes de colocar a mão na massa e, também, entender as necessidades do cliente.

Neste post, você vai saber um pouco mais sobre as profissões que estão em alta nessa área e qual é a formação necessária para conquistar as melhores vagas. 

As profissões de TI em alta

Gestor de projetos

Segundo o portal Computerworld, 39% das empresas acreditam que vão precisar contratar gestores de projetos ainda em 2016. Quem atua no mercado corporativo sabe que, cada vez mais, os projetos são integrados. Isto é, existem profissionais de diversas especialidades trabalhando em conjunto.

A busca é por profissionais que tenham um conhecimento geral do mercado de tecnologias de informação e de gestão para integrar essas equipes, respeitando os prazos e os orçamentos.

Arquiteto de TI

Ainda de acordo com a pesquisa do Computerworld, 42% dos empresários entrevistados pretendem contratar profissionais para essa posição ao longo dos próximos 12 meses. Um arquiteto de TI tem uma habilidade ampla e muito requisitada, podendo ser de um especialista em armazenamento de arquivos na nuvem (cloud computing) a softwares.

Programador

O cargo de programador está sempre as posições mais procuradas pelas empresas. Essa demanda continua crescendo, já que agora esse conhecimento abraça novas áreas — como o mobile (graças aos smartphones e tablets) e os sistemas orientados à internet das coisas.

Business intelligence

A área de business intelligente (BI) e das ferramentas analíticas é outra que continua com alta demanda. A preferência das empresas, nesse caso, é por profissionais que consigam traduzir padrões e tendências em inteligência para ser aplicada dentro das organizações.

Ao atuar nesse ramo, seu trabalho envolve coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações que sejam úteis à gestão de negócios. Sua missão é transformar dados brutos em informações de análise, identificando novas oportunidades e criando vantagem competitiva.

Big data

A área de big data está sendo integrada a praticamente todos os tipos de negócio. Se você ainda não está por dentro do termo, big data nada mais é do que o volume de dados gigantescos que impacta os negócios no cotidiano. Hoje em dia, todas as interações que as pessoas fazem com meios eletrônicos — de pagamentos a download de aplicativos — geram dados.

Essas informações, quando estruturadas e organizadas por um profissional de big data, podem ser usadas a favor das empresas. Com elas, é possível entender o comportamento dos consumidores e oferecer a eles serviços e produtos cada vez melhores a mais personalizados.

Com isso, os profissionais com conhecimento na área estão ganhando importância nos departamentos de TI, com um crescimento de 36% nas intenções de contratações apenas no último ano.

Help desk

O suporte e o atendimento ao cliente são fundamentais para qualquer empresa e provavelmente continuarão na lista das maiores demandas por muito tempo. Na atualidade, essa necessidade se torna ainda maior, pois os consumidores não vão mais às lojas para resolver problemas com um software, por exemplo.

Da mesma forma, os call centers estão dando lugar ao suporte on-line. Com isso, a procura por profissionais especializados em suporte a aplicativos, softwares e plataformas web continua em crescimento.

Administrador de banco de dados

Os especialistas em database são responsáveis por cuidar da gestão, do armazenamento e da segurança de todas as informações presentes em uma empresa. Antigamente, isso era feito por meio de armários com arquivos; hoje, tudo é digital.

Todos os documentos costumam ficar arquivados em um servidor, ou seja, em um banco de dados. Entre as tarefas do administrador, estão:

  • organizar as informações;

  • criar diretórios e subdiretórios;

  • cuidar da segurança dos arquivos;

  • gerenciar as licenças e determinar quem tem acesso a cada tipo de arquivo;

  • fazer backup do servidor.

A procura por profissionais desse ramo está crescendo. A demanda está ligada ao aumento no interesse por projetos envolvendo big data, business intelligence e analytics (ferramentas de análise).

Desenvolvedor web

O desenvolvedor web é o profissional responsável por desenvolver sites, softwares voltados para a internet e até mesmo intranet (redes para uso interno dentro das empresas e organizações).

Esse profissional pode ser tanto um web designer — trabalhando no desenvolvimento do layout — quanto um web developer — atuando como desenvolvedor de sistemas. Ou seja, se você escolher essa profissão, poderá criar páginas simples até redes sociais e plataformas de e-commerce.

O cursos das profissões de TI

Como falamos, as contratações no setor são constantes. Desde que você se qualifique, pode ter certeza que sempre encontrará oportunidades. No entanto, nem sempre existe um curso específico para cada uma das profissões apresentadas aqui — mas existem cada vez mais opções para se especializar.

Veja alguns cursos de graduação que permitem ingressar na área de TI:

Sistemas de Informação

O curso de Sistemas de Informação é ideal para quem deseja aprender a trabalhar com a gerência, o desenvolvimento e a implantação de recursos de TI. Ele prepara o estudante para atuar em praticamente todas as instituições — públicas ou privadas e dos mais diversos setores e tamanhos.

Vale lembrar que o curso trabalha o lado empreendedor do estudante, ou seja, o aluno é qualificado para criar a sua própria empresa na área de desenvolvimento e de consultoria. A duração é de 8 semestres, e o curso é classificado como um bacharelado politécnico.

Redes de Computadores

O curso de Redes de Computadores tem foco na parte de hardware mas também prepara o estudante para administrar, implantar e projetar redes de computadores (LANs, MANs e WANs).

Além disso, o aluno aprende a trabalhar a disponibilidade, o alto desempenho, a integridade e a segurança das informações no ambiente empresarial. Com duração de 5 semestres, o curso de Redes de Computadores é uma graduação tecnológica.

Engenharia de Computação

Assim como Sistemas de Informação, o curso de Engenharia de Computação é um bacharelado politécnico — contudo, dura 10 semestres. Nele, o aluno aprende a produzir máquinas e equipamentos computacionais de acordo com as necessidades do mercado, que podem ser usados em diversos setores.

Além disso, o estudante também é preparado para planejar e implementar redes de computadores e seus componentes, além de atuar com desenvolvimento de software.

Se você tem o objetivo de entrar no mercado de trabalho de TI, nada melhor do que se qualificar. Então, que tal estudar no melhor centro universitário privado de Minas Gerais? Faça a sua inscrição no site da Una!

Deixar um comentário