Graduação Tecnológica

Perfil do aluno: quem deve fazer graduação tecnológica

Group of multiracial young students studying together at a table. Mixed race people doing group study.
Escrito por Ânima Educação

Só quem é jovem consegue entender a dificuldade que pode ser escolher um curso de graduação. O período do colégio vai se encerrando e, junto às novas responsabilidades, passar no vestibular é mais uma das supostas obrigações que possuímos. Não saber o que fazer na faculdade pode, sim, gerar certa turbulência em nossas vidas.

Uma das dúvidas mais comuns que pairam sobre os estudantes é o tipo de graduação a se inscrever. Além da área a ser escolhida (exatas, humanas, biológicas etc.), existe também a possibilidade de você procurar por cursos tradicionais, como o bacharelado, ou por cursos de graduação tecnológica. Mas qual seria a diferença entre eles? Como saber qual é o tipo de curso ideal para o seu perfil e para o que você procura alcançar profissionalmente?

Este texto foi feito para que você consiga sanar essas perguntas, para que você possa entender um pouco mais sobre a graduação tecnológica — que apresenta uma série de pontos positivos — e, além disso, para que você saia preparado para marcar a decisão correta na hora da escolha do vestibular. Afinal, por que fazer uma graduação tecnológica pode ser bom para você?

Vamos lá?

O que diferencia a graduação tecnológica?

Antes de mais nada, a primeira pergunta a ser respondida deve ser: “e aí, o que é graduação tecnológica?”. Essa modalidade existe no Brasil desde a década de 1960 e sua procura tem aumentado cada vez mais conforme o passar do tempo.

Os cursos tecnológicos, inclusive, são os que tem o maior número em relação ao crescimento de matrículas: de 2001 para cá, enquanto a procura por cursos de bacharelado aumentou em 186%, a procura por cursos de graduação tecnológica aumentou em 985%! Tudo isso tem revolucionado a educação em nosso país e o tipo de profissional que o mercado de trabalho procura.

Mas, para entender melhor, é interessante que você conheça cada um dos tipos de curso. Fica mais fácil de mostrar as vantagens e diferenciais de algo quando estabelecemos uma comparação, não é? Veja algumas modalidades de curso que você pode encontrar nas universidades:

O bacharelado e a licenciatura

Esse é um tipo de curso ideal para quem quer se aprofundar bastante na teoria de sua área, tendo, consequentemente, um maior leque de opções para seguir uma carreira depois de formado. A profundidade teórica, no entanto, faz com que o curso não foque completamente em um ponto específico.

Portanto, a prática é bem menos explorada do que em outros tipos de curso. Se você é estudante de Letras, por exemplo, vai estudar Literatura, Gramática, Tradução e muito mais no curso, e poderá atuar em qualquer uma dessas áreas — sem ter se aprofundado tanto nelas sem uma pós. Tem duração de 4 a 6 anos e é a escolha de quem deseja ser professor ou acadêmico, por exemplo.

O curso técnico

O curso técnico foca em atividades operacionais, ou seja, além de ver parte da teoria, o aluno já começa a colocá-la em prática dentro da faculdade. Ele é um curso de curta duração, chegando, geralmente, a 2 anos no máximo. Por isso, o curso técnico garante uma rápida inserção do recém-formado no mercado de trabalho. O curso técnico, no entanto, não oferece um diploma de ensino superior e, por isso, fica em desvantagem.

A graduação tecnológica

Então, o que seria a graduação tecnológica? Esse é um tipo de curso que se assemelha ao técnico, mas que traz mais prática, além de mais profundidade na teoria, por vezes. Ele se relaciona muito com os processos do trabalho que você escolheu e também possui uma rápida empregabilidade dos recém-formados por conta disso. É uma excelente opção para quem já tem uma boa ideia definida de carreira e vida profissional.

A duração, no entanto, é maior que a do técnico: são cerca de 3 anos. Uma das vantagens de fazer esse tipo de graduação é que você também adquire um diploma de ensino superior — tudo isso em menos tempo e com maior precisão em relação ao que você deseja fazer.

Como funciona o diploma da graduação tecnológica?

Se você se interessou pelo que um curso tecnológico pode oferecer, provavelmente deve estar se perguntando como é o diploma de uma graduação desse tipo. Um diploma de bacharelado ou licenciatura é válido para pós, mestrados e doutorados, como todos já sabem — afinal, realizando um curso dessa categoria, complementar os estudos é sempre algo enriquecedor e necessário. Mas o diploma de graduação tecnológica também funciona dessa forma?

Como já dito, o diploma do curso tecnológico é de nível superior, ou seja, é equivalente ao diploma dos outros cursos de diferentes modalidades. Apenas o curso técnico se diferencia dos demais cursos nesse aspecto, afinal, nem mesmo é considerado um curso de nível superior. Mas e aí, como você pode utilizar seu diploma de tecnólogo?

No caso de pós-graduações, mestrados e doutorados, um tecnólogo pode usar seu diploma para se inscrever em qualquer uma dessas continuações. É válido ressaltar que a graduação tecnológica já representa 16% das ofertas de cursos e, por isso, nem faz sentido que o formando dessa modalidade fique de fora, afinal, a quantidade de alunos é bastante expressiva.

No caso de concursos públicos, por exemplo, é válido que você dê uma boa olhada no edital antes, apenas para garantir. A exigência é, geralmente, em relação ao nível de escolaridade. Portanto, caso você tenha um diploma de nível superior — como a graduação tecnológica oferece —, você estará apto a participar da maioria dos concursos. Existem alguns concursos públicos, porém, que exigem uma determinada modalidade de graduação, como o bacharelado. Sendo assim, só procure saber se a sua participação e inscrição são válidas — elas provavelmente serão.

Mesmo realizando uma graduação tecnológica, que é bem mais prático e, com certeza, te prepara melhor para a inserção no mercado de trabalho, a busca por mais estudo é sempre relevante. Caso você escolha essa modalidade, não deixe considerar a procura de, pelo menos, uma pós-graduação. Assim como os cursos tecnológicos se destacam pela especificidade que garantem ao profissional formado, esse tipo de complemento traz ainda mais conhecimento em relação à sua área, valorizando muito o seu currículo. E todos nós sabemos da importância de um bom currículo na hora de garantir uma vaga de emprego!

As principais vantagens da graduação tecnológica

Temos certeza de que muitas das grandes vantagens de se fazer uma graduação tecnológica já ficaram bastante explícitas. São muitos os benefícios que você pode adquirir fazendo um curso desse tipo, principalmente se você já tem em mente o que gostaria de fazer com o seu futuro profissional.

Algumas dessas vantagens, no entanto, podem (e devem) ser colocadas em destaque, principalmente por serem aquelas que fazem com o que o estudante decida, de uma vez por todas, se inscrever no vestibular para o curso que o tornará um tecnólogo. Veja só quais são:

Curta duração

Essa é uma das grandes vantagens da graduação tecnológica e o coloca na frente de outros tipos de cursos por uma série de motivos. Primeiramente, se formar rápido é ótimo caso seu foco principal ao entrar na faculdade seja poder conseguir um emprego e começar a ganhar seu próprio dinheiro. Sendo assim, ser tecnólogo significa poder se colocar rapidamente no mercado de trabalho — e isso não vem apenas por causa da curta duração do curso, mas também por conta da grande experiência que ele te proporciona ao longo desses 3 anos em relação à prática da carreira que você deseja exercer.

Além disso, um curso de curta duração, provavelmente, faz com que você aprenda apenas aquilo que é necessário. Você, em momento algum, sentirá que está perdendo tempo realizando alguma matéria ou indo à aula, como muitos estudantes costumam se sentir (desmotivados e perdidos). Todo o conhecimento necessário para que você seja um bom profissional foi colocado dentro de apenas 3 anos e, por isso, você absorverá apenas boas e necessárias informações, além de praticar bastante: por ser um curso menor que o normal, a prática será colocada na frente da teoria, por vezes (sem deixá-la de lado, é claro).

De forma geral, pode-se dizer que uma graduação tecnológica é mais estimulante. Ela te motiva e prende mais às aulas e aos estudos e, além disso, te oferece uma grande expectativa em relação à construção da sua carreira.

Diploma de mesmo valor

A escolha por simplesmente ingressar na faculdade, muitas vezes, vem do fato de que cursar uma graduação por completo te traz, ao final do período necessário, um diploma. Mesmo que muitas pessoas ainda trabalhem sem diploma, ele é um grande diferencial na selva que tem se tornado o mercado de trabalho e, por isso, caso você queira construir uma boa carreira em seu futuro e garantir rapidamente o emprego de seus sonhos, ter um diploma é mais do que essencial: ele mostrará quem você é, a que você veio e quais as suas características — dentre elas, a responsabilidade, o comprometimento e a vontade de ser melhor.

Ao ficar em dúvida entre um curso tradicional e uma graduação tecnológica, é comum que muitos estudantes sintam desconfiança e receio em relação ao diploma que é oferecido ao final desse período de estudos. Como já dito, no entanto, esse medo não precisa existir! O diploma de tecnólogo é exatamente igual a qualquer outro curso de nível superior, e garantirá a você as mesmas oportunidades e portas abertas de um bacharelado ou de uma licenciatura. Algumas delas, já citadas, são as pós-graduações, os mestrados e os doutorados ou até mesmo a possibilidade de se tornar um funcionário público.

Sendo assim, não é preciso colocar o diploma na sua listinha de prós e contras de se fazer uma graduação tecnológica. Ele é equivalente a qualquer outro que você adquiriria, a não ser que você esteja em dúvida entre um curso técnico também. Ou seja: é o mesmo valor entregue por menos tempo ainda!

O curso é voltado para a prática

Os cursos de bacharelado e de licenciatura são procurados por estudantes que querem uma visão mais geral da área que escolheram, podendo sair para o mercado de trabalho com muitas opções de atuação e focando bastante na teoria, ou seja, pesquisando sobre as diversas vertentes e especificações do curso. Exemplificando novamente: um estudante de Comunicação Social poderia, ao se formar, escolher a carreira de Relações Públicas, Publicidade e Propaganda, Jornalismo, Rádio e TV, Audiovisual e muito mais. Além disso, muitos optam por seguir a carreira acadêmica, tornando-se professores e pesquisadores. Esse pode ser um bom caminho a seguir, mas será o ideal para você?

Muitos dos estudantes que optam por cursos focados em teoria podem se sentir perdidos ao se formar ou, mesmo antes disso, durante o próprio curso, sentir grande desmotivação. O foco na teoria, caso não seja o que você deseja, chega a ser maçante em alguns momentos, principalmente porque você estuda as diversas áreas de seu curso e não se aprofunda muito no que mais gosta. E é aqui que entra um dos grandes diferenciais de um curso tecnológico.

A graduação tecnológica é voltada muito mais para a teoria do que para a prática. Você aprende a teoria necessária e, logo depois, já começa a colocar a mão na massa. Sendo assim, essa modalidade de curso permite que você se forme como um profissional que já possui experiência mesmo antes de ter adquirido o seu diploma. Os tecnólogos são muito mais especializados e preparados para as vagas de emprego e para o método produtivo que as envolvem.

Por ser voltado para a área que o estudante escolheu seguir, a curso de graduação tecnológica também é mais interessante e motivador do que um curso tradicional. Isso faz com que o jovem corra mais atrás do que deseja, consiga se aprofundar no que mais gosta e busque complementar o seu estudo das mais diversas formas.

A prática, quando aplicada com a teoria já absorvida, é algo que gera muitos bons frutos tanto para a vida pessoal quanto profissional do indivíduo — e isso é algo oferecido nos cursos que formam tecnólogos. Todos eles participarão de aulas e momentos mais dinâmicos e voltados para o que eles realmente desejam fazer com suas vidas.

Atrelado a isso, você pode conseguir um emprego rapidamente — desde que, claro, você saiba aproveitar a faculdade para se inserir bem no mercado de trabalho. Tanto pela duração mais rápida do curso quanto pela grande especialização que o estudante recebe. E quer algo melhor do que começar a construir sua carreira e ganhar dinheiro logo?

Veja algumas das áreas possíveis de se ingressar através dos cursos tecnológicos:

  • Ambiente e Saúde;

  • Apoio Escolar;

  • Controle e Processos Industriais;

  • Gestão e Negócios;

  • Hospitalidade e Lazer;

  • Informação e Comunicação;

  • Infraestrutura;

  • Militar;

  • Produção Alimentícia;

  • Produção Cultural e Design;

  • Produção Industrial;

  • Recursos Naturais;

  • Segurança.

Redirecionamento profissional

Não só apenas estudantes do ensino médio ficam em dúvida em relação à vida profissional e o que seguir no futuro. Muitas pessoas já formadas podem se decepcionar com o que o foi oferecido a elas e, no impulso de buscar por algo que as deixem mais felizes, decidem redirecionar sua carreira. Ou seja, fazer algo que combine mais com elas e se encaixe mais às expectativas de suas vidas — e uma graduação tecnológica, junto a todas as suas vantagens, pode ajudar muito esse tipo de profissional insatisfeito.

Por ter uma duração mais curta e ser mais voltado para a prática, a graduação tecnológica pode ser uma ótima opção para essas pessoas. Além de se formarem rapidamente, como já dito, elas poderão se colocar também de maneira rápida no mercado de trabalho, não ficando paradas por muito tempo. Os tecnólogos formados podem ter a certeza de que conseguirão um bom emprego. Sendo assim, escolher essa modalidade de curso pode ser também algo ótimo não apenas para os jovens, afinal, nunca é tarde para tentar ser feliz.

Ensino a distância

Para quem já trabalha, possui a agenda muito cheia e pouca flexibilidade de horário, preferindo fazer uma faculdade que se encaixe no dia a dia, um curso a distância pode ser a saída. As aulas podem ser assistidas em horários mais convenientes, como no turno da noite, além de você ter acesso on-line a diversos materiais complementares para seu estudo. Mas onde a graduação tecnológica entra nisso?

Uma outra vantagem desse tipo de curso é que existe, na maioria das vezes, a possibilidade de ele ser realizado a distância. Além de ser mais curto, ele também pode ser mais compatível ao seu cotidiano, ou seja, une o útil ao agradável e, ainda assim, te garante um bom futuro profissional — se você fizer a sua parte, é claro.

Preço

As graduações tecnológicas geralmente são oferecidas por universidades particulares. Mas isso não deve representar um empecilho para sua matrícula nem uma desvantagem na hora de decidir qual a melhor modalidade de curso para você, afinal, cursos tecnológicos possuem um preço mais baixo do que o de uma graduação tradicional!

Sendo assim, mesmo que só exista a opção de uma faculdade privada para fazer o que você realmente deseja, a mensalidade não será tão salgada quanto a de um bacharelado ou licenciatura. Isso se deve principalmente ao fato de que esse curso conta com um menor tempo de duração, ou seja, menor carga horária.

Um curso de graduação tecnológica, portanto, entrega o mesmo valor (ou ainda mais, dependendo do seu perfil) do que um curso tradicional e, mesmo assim, ainda possui uma mensalidade mais baixa. Precisa de mais do que isso?

O perfil dos alunos de graduação tecnológica

Você já viu as principais vantagens de optar por se formar como um tecnólogo, mas de nada adianta conhecer todos esses benefícios se você ainda não sabe se esse tipo de curso é o ideal para você. Para entender melhor sobre isso, é interessante que você, primeiro, saiba qual deve ser o perfil de um estudante de graduação tecnológica e, depois, veja se isso se encaixa com sua personalidade e seus objetivos e ideais.

Qual seria, então, o tipo de aluno que mais desfrutaria desses diversos pontos positivos que um curso tecnológico oferece? Dinheiro e/ou afinidade com o curso também devem ser alguns dos pontos a serem analisados ao escolher o que seguir em sua vida acadêmica, mas há características dentro de você e relacionadas aos seus objetivos que devem ser observadas. Dê uma olhada:

Alguém que já tem uma ideia do que quer

Já falamos bastante disso, mas não custa repetir: a graduação tecnológica é muito focada na prática e, portanto, na carreira que o jovem decidiu seguir. Nesse tipo de curso, você entende e aprende a reproduzir os métodos produtivos que envolvem a área escolhida e já sai da faculdade pronto para trabalhar com isso.

Para se formar como tecnólogo, portanto, é muito importante que você já saiba o que deseja seguir na sua vida em relação ao futuro profissional. Um curso tecnológico não é como um bacharelado ou licenciatura que abre um leque de opções e te deixa mais solto para decidir o que seguir com base no que você mais gostou do curso. Ele é focado em algo bastante específico, e sua formação nele serve para preencher vagas específicas.

Sendo assim, se você já tem em mente o que deseja para sua vida, a graduação tecnológica é uma excelente opção e se encaixa em seu perfil.

Alguém que precisa começar a trabalhar rapidamente

Se você não pode ficar sem emprego por muito tempo e tem a necessidade de começar a ganhar seu próprio dinheiro rapidamente, seja para se tornar independente, para realizar seus sonhos ou para o que seja necessário, então seu perfil está bem voltado para o de um estudante de curso tecnológico. Mas por quê?

Ora, por causa da rápida inserção no mercado de trabalho da qual tanto falamos! A graduação tecnológica, por ser mais rápida e focada na parte prática, faz com que seus recém-formados garantam um bom emprego rapidamente, principalmente devido a grande busca de profissionais especializados no mercado de trabalho. Ser um tecnólogo significa conhecer bem a sua área de trabalho e já saber exatamente como atuar assim que concluir o curso, afinal, você adquire experiência antes mesmo de se formar.

Portanto, se você deseja começar a juntar seu próprio dinheiro assim que possível, não deixe de considerar um curso de graduação tecnológica como uma boa opção.

Alguém que já está no mercado de trabalho

O redirecionamento profissional é uma das grandes vantagens que um diploma tecnológico pode oferecer e, por isso, se você é um profissional insatisfeito buscando outro emprego, a graduação dessa modalidade pode te ajudar de diversas maneiras.

Caso você não queira largar o seu atual emprego, esse tipo de curso pode ser favorável por ser oferecido também a distância, além de ter a duração mais curta e horários mais flexíveis. Além disso, como você já se forma bastante especializado, encontrar um bom emprego não é algo que trará grandes dificuldades — sendo assim, será mais tranquilo de redirecionar e você não ficará muito tempo sem adquirir sua renda.

De maneira geral, você precisa gostar de prática, saber o que quer e entender que, mesmo sendo um curso mais rápido, ele exige total dedicação e responsabilidade em relação aos estudos. E esse deve ser o caminho em qualquer curso, certo? Não deixe de correr atrás do que for necessário e seja sempre um bom aluno.

Viu como a graduação tecnológica pode ser uma boa opção para você? Não deixe de conferir se seu perfil se encaixa nas vantagens oferecidas pelo curso e procure entender bem o que você deseja para seu futuro profissional. Pense com cuidado nessa decisão e procure referências na internet, com estudantes das diversas modalidades e com profissionais já formados também. Uma decisão bem tomada vem sempre com muita dedicação por trás!

E você, ainda está em dúvida no tipo de curso que quer fazer? Deixe um comentário compartilhando suas experiências com a gente!

Deixar um comentário