Graduação Tecnológica

Graduação tecnológica em gestão ambiental: garantindo o seu futuro e o do planeta

Graduação_tecnológica_em_gestão_ambiental_garantindo_o_seu_futuro_e_o_do_planeta.png.png
Escrito por Ânima Educação

A demanda pela Gestão Ambiental vem crescendo bastante no planeta. Grandes preocupações acerca dos limites dos recursos naturais dão origem à busca por um desenvolvimento mais sustentável. Assim, a graduação tecnológica nessa área tem se tornado um curso muito procurado por oferecer a capacitação adequada ao mercado de trabalho e apresentar algumas diferenças com relação ao bacharelado.

O trabalho da Gestão Ambiental está focado em organizar, integrar, analisar e gerir a atuação das organizações sobre o meio ambiente, promovendo práticas sustentáveis e que respeitem a legislação.

Quer conhecer um pouco mais sobre a graduação tecnológica em Gestão Ambiental? Confira!

O que é graduação tecnológica

A graduação tecnológica é um curso de graduação, focado em atender a demandas específicas que surgem no mercado de trabalho. Ela se destaca por ser voltada para o trabalho prático com tecnologia e por uma constante mutação devido ao progressivo desenvolvimento tecnológico. Em geral, esse curso tem uma duração menor, com uma média de dois ou três anos de duração.

Há alguns anos, era comum a demanda de profissionais que conhecessem amplamente uma determinada área, complementassem e integrassem os diversos saberes dela. Atualmente, as empresas têm buscado profissionais com formação mais focada, rápida e menos generalista do que o bacharelado.

O surgimento da Gestão Ambiental

A Gestão Ambiental surge em um cenário de grande desenvolvimento econômico acompanhado de graves prejuízos na natureza. Diante do crescimento vertiginoso da economia sem preocupação com as questões ambientais, as autoridades governamentais passaram a promover políticas de regulação da atuação sobre o meio ambiente para evitar mais problemas nos ecossistemas.

Além disso, nas últimas décadas, a responsabilidade ambiental tem se tornado mais presente nas organizações e na vida dos cidadãos por meio de uma maior conscientização sobre o aquecimento global e outros danos ambientais sofridos pelo planeta. Assim, a cobrança em torno das empresas para que trabalhem com respeito à natureza, meio ambiente e recursos naturais tem se tornado muito alta.

Nesse contexto, surge a necessidade de um profissional que trabalhe a nível organizacional para o planejamento de formas de atuação mais sustentáveis, gestão de projetos e avaliação de impactos gerados pela interferência humana no ambiente. A Gestão Ambiental é, então, uma resposta a essa demanda e tem se tornado uma profissão bastante procurada no mercado. Se tornou uma profissão extremamente importante para as indústrias e empresas, por possibilitar que elas organizem estratégias de extração e produção que evitem ou minimizem impactos negativos no meio ambiente.

A graduação tecnológica em Gestão Ambiental

A graduação tecnológica em Gestão Ambiental inclui conhecimentos da administração, legislação, matemática e ciências do ambiente. Ciências da Terra, Exatas e Sociais Aplicadas também são fundamentais.

O importante é que o gestor ambiental apresente um conhecimento multidisciplinar, pois as questões ambientais são atravessadas por contextos econômicos, sociais e políticos a todo o momento, demandando uma visão mais ampla por parte do profissional, que contemple todas essas dimensões e atue em beneficio da natureza.

O trabalho do gestor ambiental

Além de gerir equipes, o profissional de Gestão Ambiental lida com a organização, integração de informações, planejamento e aplicação de medidas e projetos que objetivam a preservação do meio ambiente. Ele pode atuar também na análise de impactos ambientais provocados pelas empresas e gestão da exploração de recursos naturais, buscando estratégias para reduzir esses impactos.

É importante lembrar que esse trabalho não ocorre em contato com a natureza, sendo realizado em um nível organizacional. São funções similares às de um executivo, mas focadas no meio ambiente.

O gestor pode trabalhar também em consultorias, como professor de graduação, em certificação de empresas, na educação ambiental e na elaboração de politicas públicas na área. Pode ainda atuar elaborando projetos de reciclagem ou de medidas sustentáveis, além de poder atuar na recuperação de áreas degradadas.​

O mercado de trabalho

Com legislações cada vez mais rigorosas nos países devido à crise ambiental e com as necessidades de desenvolvimento econômico sustentável, preservando a biodiversidade e os recursos para as gerações futuras, a Gestão Ambiental está em plena expansão no mercado.

Além de ser uma necessidade, a sustentabilidade é um fator que atrai clientes e agrega valor aos produtos ou serviços das empresas.

A remuneração do gestor ambiental

No início da carreira, o salário médio desse profissional é de R$ 1,5 mil por mês. Com o progresso na área, o retorno pode chegar a R$ 6 mil. É uma boa remuneração, se você pensar no investimento da graduação, no tempo de capacitação e no trabalho a ser realizado.

A Gestão Ambiental e o empreendedorismo

Uma opção para quem se forma em Gestão Ambiental é abrir a própria empresa de consultoria. Nesse caso, é importante ter um perfil empreendedor, dinâmico e capacitado a lidar com desafios e a trabalhar em equipe. Se você tem esse perfil, pense em empreender na faculdade!

Os temas relevantes para a prática

Preocupação e envolvimento com o meio ambiente é imprescindível nessa profissão. O gestor ambiental trabalha junto da empresa, analisando o impacto da exploração do ambiente natural, propondo soluções para prejuízos gerados e gerindo estratégias mais eficazes que permitam a minimização de impactos negativos. Daí a importância da aprendizagem de disciplinas das Ciências da Terra e Exatas.

É importante também um conhecimento das legislações, pois os limites estabelecidos por elas interferem diretamente nas possibilidades de exploração dos recursos naturais para as empresas. Características pessoais, como a habilidade de negociar, discutir os prós e contras, sugerir e construir soluções em conjunto, também são muito importantes para quem deseja seguir nessa área.

A graduação tecnológica tem se mostrado uma ótima alternativa de formação de nível superior por seu foco, durabilidade e qualidade. Na Gestão Ambiental, esse curso pode garantir um bom lugar no mercado de trabalho e favorecer o crescimento do profissional na carreira. Além dessas vantagens, o mercado está altamente receptivo às preocupações com a ecologia, busca pelo desenvolvimento sustentável e exigências dos governos por políticas de atuação ambientalmente corretas.

Gostou de saber um pouco mais sobre a graduação tecnológica em Gestão Ambiental? Se você ainda tem alguma dúvida, deixe o seu comentário e conte para a gente!

1 comentário

Deixar um comentário