Vida universitária

Estágio no exterior: saiba como conseguir um

estagio-no-exterior-saiba-como-conseguir-um.jpeg
Escrito por Ânima Educação

Estudar no exterior agrega valor inestimável ao seu currículo, especialmente porque as empresas dão preferência a quem tem vivência em outros países. Agora imagine estudar e estagiar em uma grande instituição internacional? Isso é que se chama “começar a carreira com o pé direito”, não?

Pois se você não sabia que era possível conseguir um estágio no exterior ou não sabe por onde começar, eis seu primeiro passo: seguir em frente no post de hoje! Confira:

É possível conseguir um estágio internacional?

Sim, através de agências de intercâmbio, organizações internacionais de estudantes, multinacionais com operação no Brasil ou universidades.

Como requisitos gerais, costuma-se exigir que o aluno tenha mais de 18 anos, nível de inglês acima do intermediário, matrícula em universidade e seja aprovado em teste de seleção.

Vantagens de fazer um estágio no exterior

  • Desenvolver network internacional;
  • Imersão em uma cultura diferente;
  • Amadurecimento pessoal e profissional (ampliação de sua visão de mundo e background cultural);
  • Possibilidade de adquirir excelência na fluência de um idioma estrangeiro (ainda que você já seja fluente em língua inglesa, para falar como um nativo, só morando no exterior, concorda?);
  • Fortalecimento de seu currículo com o recebimento de certificados de atuação profissional/cursos de idiomas no exterior;
  • Possibilidade de fazer amigos de diversas partes do mundo;
  • Desenvolvimento de competências e habilidades exigidas nos processos seletivos das grandes empresas brasileiras (como sociabilidade, comportamento proativo, autonomia, jogo de cintura, etc.).
  • Chance de ser efetivado.

Quem procurar?

Organizações internacionais de estudantes

AIESEC, ICYE e IAESTE são exemplos de entidades não governamentais sem fins lucrativos que promovem o intercâmbio de graduandos e formados para estagiarem em empresas de diversas partes do mundo. Trata-se de uma intermediária, que agrega banco de dados de estudantes e organizações, fazendo o cruzamento entre os interessados.

Agências de intercâmbio — estágio profissional STB

A STB é uma das poucas agências de intercâmbio no Brasil que disponibilizam programas de estágio e trainee no exterior (com possibilidades de efetivação, a depender do desempenho). Voltados a estudantes de 18 a 30 anos (cursando a graduação ou recém-formado) e com inglês avançado. Os países em que você pode atuar através desses programas são:

Estados Unidos (trainee ou estágio)

  • Área: auxiliar administrativo em empresas de diversos segmentos;
  • Duração: 6 a 12 meses;
  • Remuneração: vagas remuneradas e não remuneradas;
  • Custo do programa: a partir de US$ 3.400.

China

  • Áreas: diversos segmentos, como Engenharia, Administração de Empresas, Contabilidade, Publicidade e Marketing, Arquitetura, Entretenimento, Turismo, Comércio Exterior, Moda, Economia, Health Care, Hospitalidade, Gestão de Pessoas, Computação e Mídia.
  • Duração: 3 a 6 meses;
  • Remuneração: bolsa-auxílio a combinar;
  • Custo do programa: a partir de US$ 6.200.

Austrália

  • Área: turismo e hotelaria ou em empresas de diversos segmentos (como auxiliar administrativo);
  • Duração: 6 a 12 meses (turismo e hotelaria) e 6 a 26 semanas (estágio profissional);
  • Remuneração: vagas remuneradas (a partir de USD 7,25/hora) e não remuneradas;
  • Custo do programa: a partir de US$ 2.100 (estágio em turismo e hotelaria) ou AUD 2.965 (estágio profissional).

Em todos os casos, os custos de acomodação, transporte e passagens ficam por conta do estudante (mas, em geral, a remuneração recebida cobre a maior parte desses custos).

Agências de intercâmbio — estágio CI Intercâmbio

A CI Intercâmbio também proporciona programas semelhantes de estágio no exterior, com custos parecidos, mas algumas características diferentes:

Estados Unidos

  • Áreas: diversas.
  • Duração do programa: entre 2 e 18 meses
  • Idade: 18 a 32 anos
  • Média de Salário: US$ 5,15/hora
  • Nível de inglês: Intermediário — Avançado

Estágio na ONU (Organização das Nações Unidas)

Já falamos aqui no blog sobre a possibilidade de fazer um trabalho voluntário na ONU. Mas agora a situação é diferente porque a mesma instituição oferece também a chance de estagiar em um de seus postos humanitários espalhados pelo mundo ou em um de seus escritórios em Nova York.

Nada mal trazer para o Brasil a experiência de ter morado em Manhattan, não ter precisado assumir vagas em subempregos para se manter no exterior e ainda atuar junto à organização intergovernamental mais importante do planeta, certo?

  • Aberto a estudantes de diversas carreiras e nacionalidades;
  • Duração: de 2 a 6 meses;
  • Estágio em tempo integral;
  • Os estudantes devem estar no último ano do primeiro curso de graduação (nível mínimo de bacharelado ou equivalente), na segunda graduação ou já terem se formado;
  • Há pagamento de bolsa-auxílio.

Para saber mais informações e preencher o formulário de interesse, clique na página de estágios na ONU!

Estágio internacional a partir de estágio comum em multinacionais com sede no Brasil

Existem diversas multinacionais com bases no Brasil que oferecem programas híbridos aos seus estagiários: uma vez que você tenha conseguido uma vaga de estágio na companhia, você será assistido por um profissional especializado em captação de talentos que, a depender de seu desempenho, poderá direcioná-lo para a realização de um estágio em filiais do grupo em outros países (como parte do programa de desenvolvimento de novos profissionais).

Entre as empresas que possuem tais programas, estão a francesa L’Oréal, o Itaú (para estudantes que já estejam estudando no exterior) e a alemã Bosch.

Estágio no exterior a partir do auxílio de sua própria universidade

De longe, a melhor das opções para quem quer fazer um estágio no exterior. Muitas universidades possuem centros de cooperação internacional, através do qual são estabelecidas parcerias com empresas e universidades estrangeiras, permitindo o envio de seus estudantes para desenvolver experiência acadêmica ou estágio internacional. Para participar desse tipo de programa, em geral, exige-se inglês intermediário/avançado, estar devidamente matriculado na universidade e ser aprovado em uma seleção que inclui teste escrito de idiomas, análise curricular e entrevista.

Entre as vantagens desse caminho, impossível não mencionar os custos: ao invés dos US$ 3 mil ou dos US$ 6 mil citados acima (no caso da intermediação por agências de viagem), não há custos para participação dos programas quando este é intermediado por sua universidade (ou quando há, os valores cobrados se restringem a taxas administrativas e outros valores ínfimos).

Uma vez selecionado, o aluno deve arcar com suas despesas de transporte, acomodação, alimentação e seguro-viagem; todavia, como o objetivo é exercer uma atividade remunerada no exterior, boa parte desses custos são repostos durante a experiência laboral (a viagem sai praticamente de graça e todo o processo de intermediação e orientação fica por conta da sua universidade)!

Essa é uma das razões pelas quais a escolha da universidade deve ser feita com cautela. O valor agregado de uma universidade de ponta representa maior prestígio ao seu currículo, aprendizado mais profundo e abertura de portas como essa! No Brasil, USP, Mackenzie, FGV, UFMG e Centro Universitário Una são algumas das instituições que possuem excelentes programas de encaminhamento de estudantes ao exterior.

Já curtiu nossa página no Facebook? Então não perca tempo, siga-nos nas redes sociais para receber direto em sua timeline as mais importantes dicas de bolsas de estudos, oportunidades de estágio no exterior, carreira profissional, cursos de graduação com descontos e muito mais!

Deixar um comentário