Vida universitária

Como o intercâmbio vai te ajudar a aprender um segundo idioma

como-o-intercambio-vai-te-ajudar-a-aprender-um-segundo-idioma.jpeg
Escrito por carlos.camara

Quem já está saindo do ensino médio ou entrando na graduação com certeza deve ter se perguntado se vale a pena se afastar por seis meses, ou até mesmo por um ano, para fazer um intercâmbio em outro país.

Será que essa experiência faz mesmo a diferença na hora de buscar uma oportunidade no mercado de trabalho? Vou conseguir aprender melhor um idioma se estudar fora? Quais são as vantagens de fazer um intercâmbio a essa altura da vida?

Se você tem essas dúvidas, este post é para você! vamos aproveitar este artigo para te explicar como o intercâmbio pode te ajudar a aprender um segundo idioma e de que maneira isso pode ser o impulso que faltava para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Fique ligado!

Aprendendo outro idioma

Você já deve ter percebido que para alcançar uma boa colocação no mercado de trabalho hoje em dia é fundamental dominar outra língua, certo?

Geralmente, os empregadores exigem o domínio do inglês ou espanhol já no processo de seleção, mas isso varia: dependendo da sua área de atuação, você pode precisar de fluência em alemão, francês ou até mesmo japonês para conseguir uma vaga de trabalho!

Mas por mais que você seja um estudante dedicado, a melhor maneira de aprender outra língua ainda é praticando diariamente — ou seja, viver por um tempo em um lugar onde ela é falada.

Por isso, se a sua intenção é aprender um segundo idioma, fazer um intercâmbio pode ser a solução ideal. Isso porque, além de estar estudando o idioma no seu contexto real (e não apenas na sala de aula), você estará absorvendo outra cultura e aprendendo a ver as coisas de um modo mais abrangente.

Tipos de intercâmbio

Não se engane: saber quais são os tipos de intercâmbio e o que eles têm a oferecer é tão importante para a qualidade da sua experiência quanto a escolha do país de destino!

Eles podem ser de curta ou longa duração, com períodos que variam de poucas semanas até mais de um ano. Alguns programas de intercâmbio, como os que são voltados para o aprendizado intensivo de outro idioma, podem acontecer durante as férias de verão ou inverno — dessa forma, talvez você nem precise perder um semestre letivo aqui no Brasil.

Mas se a sua intenção é passar mais tempo fora do país, uma boa opção é investir em um intercâmbio acadêmico, escolhendo matérias que vão te ajudar no desenvolvimento da sua futura carreira. Mesmo que já fale um segundo idioma, você vai aprimorar a sua habilidade de comunicação em outra língua, isso sem falar na experiência acadêmica com o sistema de ensino de outro país — que pode ser bastante vantajosa para estudantes de áreas como ciência e tecnologia.

Outras vantagens do intercâmbio

Os benefícios para o currículo não param por aí! Além de ajudar a aprender um segundo idioma e proporcionar experiências valiosas no convívio com outra cultura, optar por um intercâmbio durante a graduação pode trazer diversas vantagens para o seu crescimento pessoal e profissional.

Veja abaixo outras grandes vantagens:

Ajuda a conseguir destaque profissional

Não é segredo nenhum que ter uma experiência desse tipo valoriza muito o seu currículo! Isso porque os estudantes que fizeram intercâmbio geralmente têm uma visão mais ampla do mundo, são mais flexíveis, proativos, autônomos e sabem lidar melhor com as adversidades.

Além disso, é claro, a experiência com o idioma e a cultura de outro país pode ser um diferencial na hora da contratação para uma vaga de trabalho. Por exemplo: se uma empresa multinacional com sede em Londres abre vagas para novos profissionais, um candidato que morou na Inglaterra e tem fluência em inglês já sai na frente dos concorrentes, mesmo que não tenha tanto conhecimento técnico sobre essa vaga específica.

Outro detalhe importante é que o intercâmbio ajuda o estudante a fazer um networking internacional, o que pode ser muito útil em tempos de crise: se o mercado de trabalho não está tão bom para a sua área de atuação aqui no Brasil, você tem muito mais chances de conseguir um emprego fora do país com os contatos que conseguiu durante o período.

Saber um segundo idioma faz bem para a saúde

É isso mesmo que você leu! Segundo um estudo da Universidade de Edimburgo, na Escócia, aprender uma segunda língua ajuda o seu cérebro a envelhecer mais devagar. Também se confirmou que as pessoas que falam mais de um idioma fluentemente apresentam mais habilidades cognitivas e menores chances de desenvolver demência ao longo da vida.

E tem mais: a pesquisa garante que os benefícios da fluência em outro idioma são perceptíveis mesmo em quem começou a aprender tarde, já na vida adulta. Ou seja, nunca é tarde demais para investir naquele intercâmbio e mergulhar de vez no estudo de outra língua!

Incentivo ao desenvolvimento pessoal

Já parou para pensar que aprender a se virar longe da família, em um país com idioma, cultura e modos de vida completamente diferentes do que você está acostumado pode ser muito construtivo para você?

Mesmo países mais próximos, como os nossos vizinhos da América Latina, já têm culturas e hábitos muito distintos dos brasileiros. E, ao optar por um intercâmbio, você está demonstrando abertura para conhecer novos jeitos de pensar e ver o mundo, desenvolvendo a sua habilidade de comunicação e conhecendo pessoas que você dificilmente encontraria se não saísse do Brasil.

É lógico que a qualidade do seu aprendizado vai depender de uma série de fatores (como o tipo de intercâmbio, o país escolhido e, obviamente, sua dedicação e adaptação, por exemplo), mas uma coisa é certa: depois de viver um tempo em outro país, você vai voltar para cá com muito mais confiança e capacidade para resolver problemas!

E aí, o nosso texto foi útil para você? Quer se manter por dentro do assunto? Aproveite para pegar as nossas dicas de como ganhar uma grana extra para pagar a sua faculdade e seguir mais tranquilo com seus estudos!

Deixar um comentário