Mercado de trabalho

Arquitetura e design de interiores: entenda as diferenças

arquitetura-e-design-de-interiores-entenda-as-diferencas.jpeg
Escrito por Ânima Educação

Muita gente pode se divertir no momento de escolher uma carreira, mas esse processo nunca é simples. Ainda hoje, é comum ver estudantes que se identificam com a área artística tendo dúvidas sobre os cursos de arquitetura e design de interiores.

Embora semelhantes, essas profissões oferecem atribuições e oportunidades distintas que devem ser consideradas na escolha.

Quer saber qual das duas mais se encaixa no seu perfil? Leia o post para entender as características e diferenças existentes entre os cursos!

O que faz um profissional da arquitetura?

O arquiteto é quem cria, desenha, projeta e acompanha a construção de todo tipo de edificação. Com formação multidisciplinar, esse profissional ainda pode trabalhar para melhorar a qualidade de vida das cidades pelo planejamento urbano.

Além de criar espaços com ideias originais, o arquiteto costuma atuar em reformas para o restauro de obras já existentes, como edificações e monumentos históricos. O preparo na faculdade permite atuação em diversos trabalhos, como:

  • estudo e planejamento de projetos;
  • elaboração de orçamento;
  • execução de desenho técnico;
  • execução de obras e serviços técnicos;
  • padronização, mensuração e controle de qualidade.

O trabalho do arquiteto se inicia a partir do momento da escolha do terreno onde será feita a construção, ou seja, a implantação do projeto. Nesse processo, são levantados dados da região, aspectos ambientais e topográficos, e também detalhes sobre a legislação vigente.

Embora sempre lembrados quando o assunto é construção de ambientes residenciais, comerciais e industriais, os arquitetos também podem se dedicar à decoração de interiores. Nesse tipo de trabalho, o profissional deve fazer os estudos e cálculos necessários para que a execução ou a reforma do local ocorra com segurança.

No projeto de interiores, o arquiteto orienta e supervisiona diversos trabalhos e seleciona os materiais que serão utilizados na obra. Em conjunto com esse processo, o profissional pode desenvolver todo o paisagismo das áreas externas ou de lazer.

O curso de arquitetura

Para se tornar arquiteto, o estudante precisa fazer a graduação de bacharelado em arquitetura e urbanismo. O curso nas instituições dura, em média, quatro ou cinco anos, e pode ocorrer em tempo integral. A formação é bem ampla, e composta de disciplinas teóricas e práticas, incluindo a base, que é o projeto.

O que faz um profissional do design de interiores?

O designer de interiores é o profissional responsável por elaborar o espaço de forma coerente, sempre seguindo as normas técnicas de ergonomia e de conforto térmico, acústico e lumínico. Antes de compor e decorar um espaço, ele precisa captar as necessidades de seus clientes para concretizá-las na forma de projetos específicos.

O trabalho do designer é limitado ao ambiente interno, onde seleciona as cores e as texturas, e cria jogos de luz e sombra para decorar com conforto e harmonia. Para isso, precisa entender bastante de materiais e de acabamentos, bem como estar sempre por dentro das últimas tendências da área do design, arquitetura e decoração.

O designer pode atuar em escritórios de arquitetura, engenharia civil ou design e optar pela carreira do empreendedorismo. Também é comum a atuação desse profissional dentro da indústria moveleira e de lojas especializadas (venda de móveis, acessórios, materiais para construção e acabamento).

Confira as principais atividades desenvolvidas pelo designer de interiores:

  • projetista: para elaborar, especificar, planejar e acompanhar a execução do projeto;
  • desenhista: fazer a representação gráfica do projeto através do desenho;
  • assistente de obras: atuar na gestão para oferecer apoio a arquitetos e engenheiros durante a execução do projeto de interiores;
  • promotor de vendas: para móveis, objetos e materiais de acabamento de lojas e indústrias.

A formação em design de interiores

Para se tornar designer, o estudante pode optar entre a graduação tecnológica ou de bacharelado em design de interiores. A escolha vai depender da urgência que se tem para entrar no mercado de trabalho, já que o curso para tecnólogo tem duração mais curta (2,5-3 anos) que uma graduação (quatro anos ou mais).

Cabe destacar que ambas as opções preparam bons profissionais. De maneira geral, o curso para tecnólogo tem maior foco na prática e aborda uma linha específica do design. Já a graduação garante contato e domínio maior das diversas áreas da profissão, que podem se tornar um diferencial no mercado.

Diferenças entre arquitetura e design de interiores

As graduações em arquitetura e design de interiores podem ter muitas coisas em comum, mas é possível diferenciá-las em alguns pontos:

  • foco: enquanto o curso de design de interiores é voltado para decoração, estética e funcionalidade dos espaços, a formação em arquitetura aborda temas mais amplos como arte, construção, planejamento urbano e paisagismo;
  • atuação: o designer de interiores é capacitado para trabalhar com ambientes internos, compondo estilos decorativos e projetando detalhes do mobiliário e iluminação dos ambientes. Já o arquiteto pode atuar tanto nos espaços internos quanto externos, sempre com maior enfoque na construção de edifícios e outras obras;
  • responsabilidade legal: o designer de interiores não tem preparo para propor a demolição de paredes ou alterar elementos estruturais da edificação. Essa atribuição é do arquiteto, que possui conhecimento suficiente para orientar um trabalho de reforma com segurança.

Apesar das diferenças, arquitetos e designers de interiores podem trabalhar em conjunto para desenvolver diversos tipos de projetos. Essa parceria já acontece em muitos escritórios e só traz benefícios para o cliente, que acaba recebendo um trabalho mais completo e valorizado nos mínimos detalhes.

Na área de interiores, ambos os profissionais podem contribuir com a elaboração do cronograma de trabalho, contratação de fornecedores e seleção de materiais para que tudo seja entregue no prazo estabelecido. Em um projeto construtivo, o designer pode complementar a proposta do arquiteto por meio de soluções focadas no espaço interno.

Agora, se você tem interesse pelas duas carreiras e ainda não escolheu qual seguir, saiba que pode se tornar um profissional de arquitetura e design de interiores completo. Para isso, procure formação nas duas áreas e faça com que os conhecimentos variados se complementem durante a vida profissional.

Quer saber mais sobre arquitetura, design de interiores e áreas afins? Entre em contato conosco e conheça os cursos disponíveis!

Deixar um comentário